Emergência climática e as infâncias: por um futuro no presente

Emergência climática e as infâncias: por um futuro no presente

08/03/2022 147 0

Crianças de hoje e de amanhã, escrevemos para pedir desculpa. Em nome de toda a sociedade, nos desculpamos por deixar o planeta chegar ao limite, com enchentes, tempestades, desmatamento, incêndios florestais e temperaturas extremas.

A emergência climática coloca em risco a nossa própria existência e promete ser o maior desafio da humanidade. É injusto que toda a responsabilidade caia sobre as crianças sem que nós, adultos, façamos algo. 

Quando se fala em crise climática, raramente as crianças são incluídas no debate: elas são colocadas sempre no “futuro”, mas já estão sendo impactadas agora. Como diz Ana Clara, de 12 anos, as crianças são as mais afetadas “por um problema que não inventamos”.

O primeiro passo para nos mobilizar e pegar o futuro pelas mãos é ter acesso a informações seguras e confiáveis. Por isso, o Portal Lunetas reuniu um time de jornalistas e especialistas para trazer uma série de conteúdos aprofundados e abordagens inéditas sobre a crise climática e as múltiplas infâncias.
Nós, convidamos você a participar dessa jornada que começa agora e se estenderá ao longo de 2022, com reportagens que mostram os diferentes impactos da emergência climática às crianças brasileiras; caminhos e soluções para combater a crise; reflexões e inspirações, por meio de conversas com lideranças ambientais e representantes de movimentos identitários e ancestrais; e a seção A vez das crianças, com materiais sobre clima feitos para elas. 

Acesse o PORTAL LUNETAS e participe dessa jornada. 

Nosso desejo é que este tema esteja no dia a dia das escolas, nos almoços em família, nas políticas públicas, nas conversas com as crianças… Que a gente possa agir para que todas as crianças tenham um futuro no presente.

Pensar no futuro é pensar nas ações de hoje.
Não deixar que se esvazie o significado da palavra emergência é um dever de todos nós.

 

Impactos para as crianças

A abordagem sobre os impactos da crise climática geralmente é feita a partir do ponto de vista de adultos ou especialistas. Se as crianças são as mais afetadas por seus efeitos, por que não são protagonistas das notícias, das discussões e das políticas públicas?

Nesta seção, reunimos os principais impactos da emergência climática às múltiplas infâncias brasileiras, desde os efeitos à saúde física e mental, passando pelo acesso à educação, mudanças no modo de vida, aumento de violências e trabalho infantil, incluindo as crianças ainda mais vulnerabilizadas: meninas negras, indígenas e quilombolas. 

Os impactos da crise climática às crianças já estão em curso; compreendê-los é o primeiro passo para a mobilização. 

 

Caminhos e soluções

Entender os impactos da emergência climática nas nossas vidas e nas vidas das crianças não pode nos paralisar. Conhecendo suas consequências, podemos nos mobilizar por ações concretas que barrem seus efeitos.
Reunimos uma série de conteúdos que mostram caminhos e soluções para conter a crise climática, com materiais para informar pais, educadores e responsáveis, e conversar sobre o tema com os pequenos.

 

Reflexões e inspirações

Conversas inspiradoras e sinceras com lideranças ambientais, cientistas e representantes de movimentos identitários e ancestrais.

Esta jornada começa em 2022. Continue com a gente!

 

Texto Fonte: PORTAL LUNETAS

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Emergência climática e as infâncias: por um futuro no presente

Enviando Comentário Fechar :/
Copyright © Escola Terra Brasil 2022. Todos od Direitos reservados.
Desenvolvido por Coral e Gigasystems